Concurso Câmara Legislativa-DF – Nível médio 2016 paga inicial de R$ 11 mil! Edital autorizado!

Se o seu sonho é ingressar em uma das melhores áreas do funcionalismo público, isso tá próximo de se tornar realidade. A Câmara Legislativa-DF (Concurso Câmara Legislativa-DF – Nível médio) já conta com autorização para abertura de vagas em concurso público para as carreiras de técnico e consultor. Se você possui apenas o nível médio completo e deseja ganhar inicialmente R$ 11.182,69 precisa iniciar a preparação imediatamente, pois a concorrência promete ser acirrada. 
A excelente progressão na carreira faz com que um Técnico Legislativo ingresse na classe especial ganhado nada menos que R$ 20.612,14, garantindo uma excelente aposentadoria. Já os consultores ganham R$ 16.673,35, chegando a R$ 30.732,64 na classe especial, valores atualizados conforme aumento concedido recentemente. A expectativa é de que o edital seja publicado ao até o fim deste ano, com oferta de 70 vagas.


As 70 vagas estão na justificativa para autorização e contam com recursos orçamentários para preenchimento. Mas apesar disso, muitos candidatos serão nomeados durante o prazo de validade do concurso, que será de dois anos, podendo dobrar. Isso se justificativa pelo fato da Câmara contar, em 2016, com nada menos que 388 cargos vagos, quantitativo que poderá aumentar na vigência do certame.
Da oferta para provimento inicial, 30 são para diversos cargos de nível médio e 40 para postos com exigência de nível superior. cldf-vagos
A autorização desta seleção partiu da presidente da casa, Celina Leão, na tarde da última quinta-feira (14/7), com publicação no Diário da casa da sexta (15/7). De acordo com o Ato da Mesa de Nº 58 – veja abaixo, compete à Diretoria de Recursos Humanos a coordenação das ações do concurso público, devendo apresentar estudo do quantitativo de cargos vagos; elaborar o projeto básico com minuta de edital; e providenciar em conjunto com a Comissão Permanente de Licitações – CPL, a instituição executora do concurso.cldf-autorizacao-001
 Com a oficialização da autorização, é certo que o concurso CLDF será divulgado em breve, uma vez que o último foi realizado em 2005, cerca de 11 anos. Além de todo esse tempo sem realizar concurso, o que reforça a necessidade de abertura de um novo certame para o órgão é o número de vacâncias previstas, que é expressivo e deverá aumentar com as projeções de aposentadorias durante o prazo de validade do certame, que, se publicado hoje com validade de 2 anos, podendo dobrar, vai até 2020, podendo abrir mais 100 vagas adicionais.
Com essas informações, quem deseja ingressar em um das melhores áreas do serviço público e ainda não iniciou os estudos precisa colocar imediatamente a preparação em prática. A seleção deverá atrair muitos candidatos devido as excelentes remunerações pagas. 
Ainda não se tem informações sobre a distribuição das oportunidades pelos cargos, mas mostraremos os que certamente farão parte do próximo certame, facilitando os estudos neste momento inicial, além de informações importantes a respeito dos últimos editais, tais como concorrência, organizadora, remunerações e etapas da seleção.
Cargos, evolução subsidia dos cargos e fases do concurso
Atualmente, a Câmara é composta pelos cargos de auxiliar legislativo, assistente legislativo, técnico legislativo, consultor técnico legislativo, consultor legislativo e procurador legislativo. 
As funções de auxiliar e assistente necessitam de nível fundamental. Já o emprego de técnico tem como requisito ensino médio completo e/ou curso técnico.
Diploma de graduação é imprescindível para as colocações de consultor, consultor técnico e procurador. O último cargo exige formação superior em direito e cadastro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
Veja abaixo algumas das funções, atribuições e a estrutura remuneratória.
Requisito: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação. Há ainda oportunidades para formados em Administração, Direito, Informática, Serviço Social, Ciências Contábeis, Enfermagem, Agronomia, Engenharia Civil, Pedagogia.
A remuneração inicial de todas as áreas/especialidades/subáreas é de 14.002,94, podendo alcançar R$ 25.810,53 na classe especial, para jornada de trabalho de 40 horas semanais. Há ainda benefícios como Auxílio Pré-escolar no valor de R$ 753,71 e Auxílio Alimentação de R$ 1.184,92.
Atribuições (sem especialidade): elaborar proposições em geral, pareceres, relatórios, estudos e pesquisas; assessorar as comissões permanentes, especiais e temporárias, deputados, gabinetes, lideranças de partido, blocos partidários, a Mesa e os diversos órgãos da Câmara Legislativa do Distrito Federal, com relação à regularidade de métodos e processos legislativos, examinando aspectos de mérito, constitucionalidade, juridicidade, técnica legislativa e outros pertinentes à sua área de atuação de interesse da Câmara Legislativa do Distrito Federal.
Requisito: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.
Especialidade com mais inscritos: Técnico Legislativo – Categoria: Técnico Legislativo
Atribuições: executar, sob supervisão, tarefas de assistência técnica relativas às áreas de planejamento, administração e desenvolvimento de recursos humanos, de planejamento e elaboração orçamentária, de orçamento, de finanças e contabilidade, de material e patrimônio e de plenário e comissões permanentes de interesse da Câmara Legislativa do Distrito Federal.
Requisito: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira nacional de habilitação, categorias “B”, “C” ou “D”
Atribuições: executar, sob supervisão, atividades relacionadas com os serviços de segurança e manutenção da ordem e de polícia da Câmara Legislativa do Distrito Federal.
A remuneração inicial de todas as áreas/especialidades/subáreas é de R$ 9.391,67, podendo alcançar R$ 17.310,90 na classe especial, para jornada de trabalho de 40 horas semanais. Há ainda benefícios como Auxílio Pré-escolar no valor de R$ 753,71 e Auxílio Alimentação de R$ 1.184,92.
Organizadora
Quem deseja se tornar se tonar servidor do legislativo distrital precisa saber que é exigido nível superior em qualquer área para os Consultor, com exigência de graduações específicas para algumas especialidades. Já para técnico e policial legislativo, é necessário apenas o nível médio completo. A seleção não tem um padrão de banca, sendo a organizadora do último certame o Cespe/UnB, no ano de 2007. Vale ressaltar que como trata-se de um concurso local, as bancas da capital são fortes concorrentes a organizar o certame, como Fundação Universa, Iades, Instituto Quadrix,
As avaliações, como já informado na parte dos cargos, exigem conhecimento demasiado das mais diversas disciplinas e varia de acordo com o posto desejado. O concurso Senado Federal é considerado um dos mais disputados, exigindo uma preparação pré-edital de muita dedicação.
Lotação dos aprovados
Todas as vagas terão lotação em Brasília, no Distrito Federal.
Etapas – Prova objetiva
cldf-provas
Técnico Legislativo – Todas as áreas
Conhecimentos gerais – Atribuição: Técnico Legislativo (P1): A prova de conhecimentos gerais foi composta por questões de Língua Portuguesa, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo e Noções de Processo Legislativo. O total de itens é 50 e com o peso 1 – essa parte da prova é responsável por quase 37% da nota total do concurso.
Conhecimentos específicos –  Atribuição: Técnico Legislativo (P2): Essas matérias são compostas por 70 questões, distribuídas entre as mesmas disciplinas da parte de conhecimentos básicos, com a amplitude dos conteúdos. O peso dessas questões, com a pontuação total de 70 pontos, é cerca de 53%.
Importante: Todas as matérias possuem notas mínimas. É necessário fazer mais de 14,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Básicos (P1), mais de  15,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Específicos (P2) e 36,00 pontos no conjunto das provas objetivas.
Prova discursiva
Os candidatos respondem uma redação, com no mínimo de 25 linhas e máximo de 30, além de uma questão discursiva de, no máximo, 30 linhas. O tema da prova discursiva versa sobre os conhecimentos do cargo, podendo ser cobrado qualquer objeto do conteúdo programático. O objetivo é avaliar a adequação da linguagem e da estrutura do texto ao tipo de expediente solicitado, a adequação do conteúdo à situação proposta e o domínio da modalidade culta da língua escrita.
Demais etapas: Algumas especialidades exigiram ainda avaliação de títulos, prova prática e teste de aptidão física. 
Concorrência
A Câmara Legislativa registrou 75.741 candidatos para oferta de 120 vagas em seu último concurso, o que provocou uma concorrência média de 631 pessoas por chance aberta. O cargo com maior procura foi o de técnico legislativo (Atribuição: Técnico Legislativo), com 21 mil inscritos, seguido o posto de policial legislativo, com mais de 19 mil candidatos. Algumas exigiram ainda avaliação de títulos, prova prática e teste de aptidão física. 
Dicas!
– Não espere o edital ser publicado. Intensifique agora mesmo os estudos! Comece pelas matérias básicas (língua portuguesa, inglês – cargos de nível superior – noções de informática em alguns cargos e conhecimentos gerais). Essas matérias pedem uma dedicação maior, especialmente agora, quando o edital ainda não foi divulgado. Para mais detalhes, confira os editais abaixo da matéria.
– A concentração maior de energia deve ser nas matérias ligadas às atividades dos órgãos legislativos de interesse (Senado, Câmara ou Câmara Legislativa), como direito constitucional, direito administrativo e Regimento Interno. Domine também a disciplina de Língua Portuguesa.
Observação: Após a publicação do edital, as prioridades podem ter que ser reavaliadas. Podem existir mudanças na cobrança de conteúdos e atualizações importantes.

Detalhes: 

  • bullet1.gif (844 bytes)Concurso: Câmara Legislativa do DF
  • bullet1.gif (844 bytes)Banca Examinadora: A definir
  • bullet1.gif (844 bytes)Total de Vagas: A definir (cerca de 70 vagas previstas pela LDO de 2017)
  • bullet1.gif (844 bytes)Remuneração: Até R$ 30 mil no topo da carreira
  • bullet1.gif (844 bytes)Taxa de Inscrição: A definir
  • bullet1.gif (844 bytes)Datas de Inscrição: em breve 
  • bullet1.gif (844 bytes)Data da Prova: A definir
  • bullet1.gif (844 bytes)Região: Brasília-DF
  • bullet1.gif (844 bytes)Escolaridade: Médio, Superior
  • bullet1.gif (844 bytes)Área: Fiscal, Judiciária, Administrativa, Outras
  • bullet1.gif (844 bytes)Situação: AUTORIZADO
  • bullet1.gif (844 bytes)Previsão p/ publicação do edital: 2016

Outras vagas publicadas no site: